Como nasceu o "Ciência a bordo"

Nos tornamos biólogos pela curiosidade e pelo fascínio sobre os fenômenos naturais. Estudamos e ensinamos conteúdos que muitas pessoas, inclusive nós, nunca tiveram ou teriam a oportunidade de testemunhar. E, assim como alguém com espírito aventureiro não fica satisfeito de apenas conhecer e contar a vida de um grande explorador, nós também não nos satisfizemos em apenas repetir o que está nos livros. Em uma tentativa de complementar aquilo que ensinamos e aprendemos nasceu o projeto "Ciência a bordo", fruto de duas paixões: a ciência e a vela.

We have become biologists by curiosity and fascination about natural phenomena. We study and teach content that many people, including us, have never had or would have the opportunity to testify. And the same way someone with an adventurous spirit would not be satisfied only knowing and telling the life of a great explorer, we do not have satisfied ouselves in just repeat what is in books. In an attempt to complement what we teach and learn in our scientific life the project "Ciência a bordo" (Science on board) was born, as a result of two passions: science and sailing.

sexta-feira, 4 de março de 2011

Projetos passados e futuros

    O nosso primeiro projeto, ainda não concretizado, foi um projeto de documentário a ser realizado no Banhado do Taim, no estado do Rio Grande do Sul. Embora esse primeiro projeto não tenha uma conexão direta com a idéia do blog, foi na sua idealização que acabou surgindo muitos planos para projetos futuros, inclusive o "Ciência a bordo". 
       Ainda não começamos a buscar recursos para a realização  do documentário, mas já temos o argumento e o roteiro prontos e registrados. Assim, vamos compartilhar aqui o argumento (a idéia do documentário) da nossa primeira idealização de projeto de divulgação científica.



Documentário:Estação Taim



No extremo sul do litoral do Rio Grande do Sul está localizado um dos mais importantes santuários da vida selvagem no hemisfério Sul: a Estação Ecológica do Taim. Essa extensa planície costeira arenosa, além de abrigar várias espécies de animais residentes, abriga também uma grande variedade de aves migratórias, provenientes de outros países. Essas espécies migratórias encontram no local condições propícias de abrigo e recursos alimentares para dar continuidade às suas longas jornadas migratórias, durante todo o ano.

Entretanto, as mudanças bem demarcadas das estações ao longo do ano podem alterar as condições de recursos e transformar esse santuário em um obstáculo para a sobrevivência, tantos das aves migratórias quanto das residentes. Somado às condições adversas proporcionadas pelas variações climáticas sazonais, há ainda o impacto antrópico como as queimadas e a diminuição do nível da água, provocada pelas grandes plantações de arroz próximo ao Banhado do Taim.

A ideia do documentário é mostrar as interações e os conflitos da fauna e flora do banhado do Taim e seus ininterruptos esforços para a continuidade da vida. Por meio das imagens será explorada e documentada a dependência das espécies desse ecossistema que influencia espécies não só residentes, como outras oriundas de locais muito distantes, como os pólos terrestres.

O documentário terá uma estrutura narrativa dos acontecimentos da vida silvestre na Reserva Biológica do Banhado do Taim, RS. As alternâncias das histórias terão como fio condutor cronológico a passagem das estações do ano. Cada estação do ano será abordada por histórias separadas, mas não independentes. Essas histórias reconstituirão a estrutura da biodiversidade e das interações entre os seres vivos, cuja composição varia em cada período climático. O objetivo é revelar a rede de interações que conecta todos os seres vivos que dependem do local integral ou parcialmente, com um enfoque maior nas aves residentes e migratórias.



4 comentários:

  1. Sucesso para vocês no projeto. A Natureza agradece pelo empenho e pelo sentimento!

    ResponderExcluir
  2. Grande idéia... espero que consigam logo o patrocinio....

    ResponderExcluir
  3. Cara meu sonho de infância! Taí algo fabuloso, contem comigo para o que precisarem. Inclusive equipe de filmagem, edição de imagem, fritar pastéis...

    ResponderExcluir
  4. Adorei o blog!
    Amanha agente se encontra pra mais uma etapa na selva amazônica... ai vcs me contam como está sendo a experiência
    boa viagem até pv!

    ResponderExcluir